Siga os Arautos:

Procurar no site

Tópicos recentes

Comentários

Arquivos

Categorias

Meta

A Maria Estrela do Mar

maria

E o nome da Virgem era Maria (Lc. 1, 27). Falemos um pouco deste nome que significa, segundo se diz, Estrela do mar, e que convém maravilhosamente à Virgem Mãe. .... Ela é verdadeiramente esta esplêndida estrela que devia se levantar sobre a imensidade do mar, toda brilhante por seus méritos, radiante por seus exemplos.

 

Ó tu, quem quer que sejas, que te sentes longe da terra firme, arrastado pelas ondas deste mundo, no meio das borrascas e tempestades, se não queres soçobrar, não tires os olhos da luz desta estrela.

 

Se o vento das tentações se levanta, se o escolho das tribulações se interpõe em teu caminho, olha a estrela, invoca Maria.

 

Se és balouçado pelas vagas do orgulho, da ambição, da maledicência, da inveja, olha a estrela, invoca Maria.

 

Se a cólera, a avareza, os desejos impuros sacodem a frágil embarcação de tua alma, levanta os olhos para Maria.

 

Se, perturbado pela lembrança da enormidade de teus crimes, confuso à vista das torpezas de tua consciência, aterrorizado pelo medo do Juízo, começas a te deixar arrastar pelo turbilhão da tristeza, a despenhar no abismo do desespero, pensa em Maria.

 

Nos perigos, nas angústias, nas dúvidas, pensa em Maria, invoca Maria.

 

Que seu nome nunca se afaste de teus lábios, jamais abandone teu coração; e para alcançar o socorro da intercessão dEla, não negligencies os exemplos de sua vida.

 

Seguindo-A, não te transviarás; rezando a Ela, não desesperarás; pensando nEla, evitarás todo erro.

 

Se Ela te sustenta, não cairás; se Ela te protege, nada terás a temer; se Ela te conduz, não te cansarás; se Ela te é favorável, alcançarás o fim.

 

E assim verificarás, por tua própria experiência, com quanta razão foi dito: "E o nome da Virgem era Maria". (São Bernardo

 

 

 

 

Oração da Evangelium Vitae

evangelium

Ó Maria, aurora do mundo novo, Mãe dos viventes, Confiamo-Vos a causa da vida: olhai, Mãe, para o número sem fim de crianças a quem é impedido nascer, de pobres para quem se torna difícil viver, de homens e mulheres vítimas de inumana violência, de idosos e doentes assassinados pela indiferença ou por uma presunta compaixão. Fazei com que todos aqueles que crêem no vosso Filho saibam anunciar com desassombro e amor aos homens do nosso tempo o Evangelho da vida. Alcançai-lhes a graça de o acolher como um dom sempre novo, a alegria de o celebrar com gratidão em toda a sua existência, e a coragem para o testemunhar com laboriosa tenacidade, para construírem, juntamente com todos os homens de boa vontade, a civilização da verdade e do amor, para louvor e glória de Deus Criador e amante da vida.

 

Fonte: http://www.vatican.va

 

 

 

 

Coração de Maria, aconchegante morada de Jesus

ns

 

Ó Coração de Maria, modelo de
santidade, aconchegante morada
de Jesus. Maravilha de amor,
obra-prima do Espírito Santo,
esperança e alegria dos pecadores.

 

Astro fulgurante, sois o sol e guia
daqueles que Vos amam; lareira de
amor, inflamai todos os corações.

 

A nossos corações remidos pela
graça, ajudai-os a viver do Cristo.

 

Ó Mãe, guardai em vosso amoroso
Coração este coração que Vos
suplica.

 

Que ele seja cheio de ternura por
vosso Filho e pleno de amor por
Vós.

 

Trindade Santa, fonte da vida
eterna, santidade do Coração
de Maria, reinai logo em
nossos corações.

 

São João Eudes

 

Imagem peregrina do Imaculado Coração de Maria, pertencente aos Arautos do Evangelho

 

 

 

Oração da Paz

s.f.assis

 

Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei com que eu procure mais consolar que ser consolado.
Compreender que ser compreendido; amar que ser amado.
Pois é dando que se recebe; é perdoando que se é perdoado.
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

 

São Francisco de Assis