Siga os Arautos:

Procurar no site

Tópicos recentes

Comentários

Arquivos

Categorias

Meta

Reconhecimento a Deus

  O hino de louvor a Deus apresentado abaixo foi composto por São Francisco de Assis, dois anos antes de sua morte. O manuscrito original se conserva no Convento de Assis, na Itália:    

 

Vós sois o santo Senhor e Deus único, que operais maravilhas.

Vós sois o Forte.

Vós sois o Grande.

Vós sois o Altíssimo.

Vós sois o Rei onipotente, santo Pai, Rei do Céu e da Terra.

Vós sois o Trino e Uno, Senhor e Deus, Bem universal.

Vós sois o Bem, o Bem universal, o sumo Bem, Senhor e Deus, vivo e verdadeiro.

Vós sois a delícia do amor.

SFA 21750AOVós sois a Sabedoria.

Vós sois a Humildade.

Vós sois a Paciência.

Vós sois a Segurança.

Vós sois o Descanso.

Vós sois a Alegria e o Júbilo.

Vós sois a Justiça e a Temperança.

Vós sois a Plenitude da Riqueza.

Vós sois a Beleza.

Vós sois a Mansidão.

Vós sois o Protetor.

Vós sois o Guarda e o Defensor.

Vós sois a Fortaleza.

Vós sois o Alívio.

Vós sois nossa Esperança.

Vós sois nossa Fé.

Vós sois nossa inefável Doçura.

Vós sois nossa eterna Vida, ó grande

e maravilhoso Deus, Senhor Onipotente, misericordioso Redentor.

                                                      .                          

Ladainha ao Santíssimo Sacramento

    Muitas são as orações que podem ser feitas à Sagrada Eucaristia, seja perante o Santíssimo Sacramento exposto no ostensório, seja frente ao tabernáculo que o encerra.  Uma dessas orações, dotada de profunda piedade, é a Ladainha ao Santíssimo Sacramento:  

 

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus, compadecei-vos de nós.

Senhor, tende misericordia de nós.

 

Jesus, ouvi-nos.

Jesus, atendei-nos.

 

Pai do Céu, e meu Deus, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espirito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

 

Pão vivo, que descestes do Céu, compadecei-vos de nós.

Vinho que gera virgens, compadecei-vos de nós.

Sacrificio perpétuo, compadecei-vos de nós.

Oblação purissima, compadecei-vos de nós.

Maná escondido, compadecei-vos de nós.

Memória das maravilhas de Deus, compadecei-vos de nós.

Verbo feito carne, compadecei-vos de nós.

Hóstia Santa, compadecei-vos de nós.

Cálice de Bênção, compadecei-vos de nós.

Misterio da Fé, compadecei-vos de nós.

Sublime Sacramento, compadecei-vos de nós.

Da vida a mais preciosa, compadecei-vos de nós.

Testemunho do amor Divino, compadecei-vos de nós.

Excesso da liberalidade de Deus, compadecei-vos de nós.

Dulcissimo banquete, compadecei-vos de nós.

Vinculo de caridade, compadecei-vos de nós.

Doçura espiritual, compadecei-vos de nós.

Refeição das almas justas, compadecei-vos de nós.

Viático dos que morrem na graça, compadecei-vos de nós.

Penhor da futura glória, compadecei-vos de nós.

 

Sede-nos propício, perdoai-nos, senhor.

Sede-nos propício, ouvi-nos, Senhor.

 

De recebermos indignos o vosso Corpo Santissimo livrai-nos Senhor.

Da concupiscência da carne, livrai-nos Senhor.

Da concupiscência dos olhos, livrai-nos Senhor.

De toda a soberba, livrai-nos Senhor.

De todo o mal, livrai-nos Senhor.

Nós os peccadores, vos rogamos Senhor.

Que vos digneis aumentar a Fé, o respeito e a devoção a tão alto Sacramento, vos rogamos Senhor.

Que vos digneis socorrer-nos para bem receber-vos, por meio de uma confissão bem feita, vos rogamos Senhor.

Que vos digneis livrar-nos de toda a infelicidade, e cegueira do coração, vos rogamos Senhor.

Que vos digneis fazer-nos participantes dos celestes frutos deste Sacramento, vos rogamos Senhor.

Que vos digneis confortar-nos com este celeste Viático na hora da morte, vos rogamos, Senhor.

Filho de Deus, ouvi-nos.

 

Cordeiro de Deus que tirais os pecados do Mundo, perdoai-nos, Senhor.

Cordeiro de Deus que tirais os pecados do Mundo, ouvi-nos Senhor.

Cordeiro de Deus que tirais os pecados do Mundo, tende piedade de nós.

 

Ouvi Senhor a minha oração, e chegue até vós o meu clamor.

 

    Oremos: Ó Deus, que neste admirável Sacramento nos deixastes o memorial de vossa paixão, concedei-nos, vo-lo suplicamos, que ao venerar os sagrados mistérios do vosso corpo e do vosso sangue possamos colher continuamente os frutos de vossa Redenção. Vós que vives e reinais por todos os séculos dos séculos. Amem.                                       .

Ato de amor ao Santíssimo Sacramento

    As visitas ao Santíssimo Sacramento são atos de piedade destinados a adorar a Sagrada Eucaristia, encerrada no Tabernáculo. De um devocionário de autor desconhecido, editado em Lisboa em 1858, foi extraída a oração apresentada a seguir, composta sob a forma de versos rimados e recomendada para preceder a Comunhão Espiritual:  

 

Minha vontade está pronta

Para seguir-vos, Senhor,

Sejam firmes meus desejos,

Seja firme o meu amor.

 

Quem me dera estar seguro

De nunca mais ofender-vos;

Meu Deus, quem me dera ser

O maior de vossos servos.

 

Meu coração vos pertence,

Meu adoravel Senhor,

Prendei-o bem preso ao vosso

Com grilhões de puro amor.

 

Governai, meu bom Jesus,

Governai meu coração,

Não consintais que nele entre

A menor imperfeição.

 

Que mais pode apetecer

Um verdadeiro Cristão,

Do que amar sempre seu Deus

Com todo o seu coração?

 

Bendito e louvado seja

O meu Jesus adorado,

Bendito seja para sempre

O meu Deus Sacramentado!

                                          .

Conhecendo a Deus pela fé

    São João da CruzSão João da Cruz, religioso espanhol do século XVI, deixou-nos extensa e profunda obra de grande valor espiritual, na qual se destacam as poesias. Estando preso pelos seus companheiros de vida religiosa, que não concordavam com a reforma que empreendia juntamente com Santa Teresa de Ávila, compôs os versos abaixo que é o cantar da alma que se alegra em conhecer a Deus pela fé.      

 

Que bem sei eu a fonte que mana e corre

Mesmo sendo noite!

 

Aquela eterna fonte está escondida.

Mas bem sei eu onde tem sua guarida,

Mesmo sendo noite!

 

Sei que não pode haver coisa tão bela

E sei que os céus e a terra bebem dela,

Mesmo sendo noite!

 

Sua origem, não a sei, pois não a tem,

Mas sei que toda a origem dela vem

Mesmo sendo noite!

 

O fundo dela, sei, que não se pode achar,

E que ninguém pode por ela a vau passar,

Mesmo sendo noite!

 

Sua claridade nunca é obscurecida

E sei que toda a luz dela é nascida,

Mesmo sendo noite!

 

Tão caudalosas são as suas correntes

Que céus e infernos regam, e as gentes,

Mesmo sendo noite!

 

A corrente que desta fonte vem

é forte e poderosa, eu o sei bem,

Mesmo sendo noite!

 

A corrente que destas duas procede

Sei que nenhuma delas a precede,

Mesmo sendo noite!

 

Aquela eterna fonte está escondida

Neste pão vivo para dar-nos vida,

Mesmo sendo noite!

 

De lá está chamando as criaturas,

Que desta água se saciam às escuras,

Porque é noite!

 

É esta a viva fonte que desejo

E neste pão de vida é que eu a vejo,

Mesmo sendo noite!

 

Consagração a Jesus Cristo pelas mãos de Maria

   

SLMGMA Consagração a Jesus pelas mãos de Maria está no centro da espiritualidade de São Luís Maria Grignion de Montfort, autor do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem.  Através de um ato de entrega, o fiel se dá a Deus através de sua Mãe. 

 

Ó Sabedoria Eterna e Encarnada! Ó amabilíssimo e adorável Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, unigênito Filho do Eterno Pai e da sempre Virgem Maria, adoro-vos profundamente no seio e nos esplendores do vosso Pai, durante a eternidade, e no seio virginal de Maria, vossa Mãe digníssima, no tempo de vossa Encarnação.

 

Eu vos dou graças por vos terdes aniquilado a vós mesmo, tomando a forma de escravo, para livrar-me do cruel cativeiro do demônio. Eu vos louvo e glorifico por vos terdes querido submeter a Maria, vossa Mãe Santíssima, em todas as coisas, a fim de por Ela tornar-me vosso fiel escravo.

 

Mas, ai de mim, criatura ingrata e infiel! Não cumpri as promessas que vos fiz solenemente no Batismo. Não cumpri com minhas obrigações; não mereço ser chamado vosso filho nem vosso escravo, e, como nada há em mim que de vós não tenha merecido repulsa e cólera, já não ouso aproximar-me por mim mesmo de vossa santíssima e augustíssima Majestade.

 

É por esta razão que recorro à intercessão e à misericórdia de vossa Mãe Santíssima, que me deste por Medianeira junto a Vós, e é por este meio que espero obter de Vós a contrição e o perdão de meus pecados, a aquisição e conservação da Sabedoria.

 

Ave, pois, ó Maria Imaculada, Tabernáculo vivo da Divindade, onde a Eterna Sabedoria escondida quer ser adorada pelos anjos e pelos homens!

 

Ave, ó Rainha do céu e da terra, a cujo império está sujeito tudo o que está abaixo de Deus!

 

Ave, ó refúgio seguro dos pecadores, cuja misericórdia jamais a ninguém falece! Atendei ao desejo que tenho da Divina Sabedoria, e recebei, para este fim, os votos e as oferendas, apresentadas pela minha baixeza.

 

Eu, N..., infiel pecador, renovo e ratifico hoje, em vossas mãos, os votos do Batismo. Renuncio para sempre a Satanás, suas pompas e suas obras, e dou-me inteiramente a Jesus Cristo, Sabedoria Encarnada, para segui-lo levando minha cruz, em todos os dias de minha vida. E, a fim de lhe ser mais fiel do que até agora tenho sido, escolho-vos neste dia, ó Maria Santíssima, em presença de toda a corte celeste, para minha Mãe e minha Senhora.

 

Entrego-vos e consagro-vos, na qualidade de escravo, meu corpo e minha alma, meus bens interiores e exteriores, e até o valor de minhas boas obras passadas, presentes e futuras, deixando-Vos direito pleno e inteiro de dispor de mim e de tudo o que me pertence, sem exceção, a vosso gosto, para a maior glória de Deus, no tempo e na eternidade.

 

Recebei, ó benigníssima Virgem, esta pequena oferenda de minha escravidão, em união e honra à submissão que a Sabedoria Eterna quis ter à vossa Maternidade; em homenagem ao poder que tendes ambos sobre este vermezinho e miserável pecador; em ação de graças pelos privilégios com que Vos favoreceu a Santíssima Trindade. Protesto que quero, de agora em diante, como vosso verdadeiro escravo, procurar vossa honra e obedecer-Vos em todas as coisas.

 

Ó Mãe admirável, apresentai-me a vosso amado Filho, na qualidade de escravo perpétuo, para que, tendo-me remido por Vós, por Vós também me receba favoravelmente. Ó Mãe de misericórdia, concedei-me a graça de obter a verdadeira Sabedoria de Deus, e de colocar-me, para este fim, no número daqueles a quem amais, ensinais, guiais, sustentais e protegeis como a filhos e escravos vossos.

 

Ó Virgem fiel, tornai-me em todos os pontos um tão perfeito discípulo, imitador e escravo da Sabedora Encarnada, Jesus Cristo, vosso Filho, que eu chegue um dia, por vossa intercessão e a vosso exemplo à plenitude de sua idade na terra e de sua glória nos céus.  Assim seja.

                                                                         Leia mais sobre São Luís Maria Grignion de Montfort e a Escravidão de Amor. .

Ato de Contrição

  O Ato de Contrição deve ser feito ao final da confissão sacramental dos pecados, podendo ser recitado no momento em que o sacerdote dá a absolvição (ou em outro momento, se ele orientar de forma diferente).  Além disso, é salutar fazer o Ato de Contrição pela manhã, ao despertar, e também à noite ao se recolher, e também outras vezes durante o dia.   Há diversas fórmulas de Ato de Contrição, sendo a mais comum essa que é transcrita a seguir:  

Senhor meu Jesus Cristo, Deus e Homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós quem sois, sumamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas, e porque Vos amo e estimo, pesa-me, Senhor, por Vos ter ofendido; pesa-me também por ter perdido o Céu e merecido o inferno. Mas proponho firmemente, com o auxílio de vossa divina graça, e pela poderosa intercessão de vossa Mãe Santíssima, emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender. Espero alcançar o perdão de minhas culpas, por vossa infinita misericórdia. Amém.

  Leia sobre a contrição perfeita, clicando aqui.                                                                     .

Ao Santíssimo Sacramento

  Santo Afonso Maria de Ligório, tão prolífico em belas palavras ao se referir a temas celestiais, compôs a seguinte oração:   [caption id="attachment_216" align="alignleft" width="150" caption="Santo Afonso Maria de Ligório"]Santo Afonso Maria de Ligório[/caption]

Senhor meu Jesus Cristo, que, por amor aos homens, ficais dia e noite neste Sacramento, todo cheio de misericórdia e amor, esperando, chamando e acolhendo todos os que vêm visitar-Vos, eu creio que estais presente no Sacramento do altar. Adoro-Vos do abismo do meu nada e agradeço-Vos todas as graças que me tendes feito, especialmente a de Vos terdes dado a mim neste Sacramento, a de me haverdes concedido por advogada Maria, vossa Mãe Santíssima, e finalmente, a de me haverdes chamado a visitar-Vos nesta igreja.

 

Saúdo hoje o vosso Coração amantíssimo e quero saudá-lo por três fins: primeiro, em agradecimento pelo grande dom de Vós mesmo; segundo, em reparação das injúrias que tendes recebido, neste Sacramento, de todos os vossos inimigos; terceiro, com a intenção de Vos adorar, por esta visita, em todos os lugares da Terra onde Vós, neste divino Sacramento, estais menos reverenciado e mais abandonado.

 

Meu Jesus, amo-Vos de todo o meu coração. Arrependendo-me de, no passado, ter ofendido tantas vezes a vossa bondade infinita. Proponho, com a vossa graça, não mais Vos ofender no futuro. E nesta hora, embora miserável como sou, eu me consagro todo a Vós e Vos dou e entrego a minha vontade, os meus afetos, os meus desejos e tudo o que me pertence. Daqui em diante fazei de mim, e de tudo o que é meu, o que Vos aprouver. Somente Vos peço e quero o vosso santo amor, a perseverança final e o perfeito cumprimento da vossa vontade.

 

Recomendo-Vos as almas do Purgatório, especialmente as mais devotas do Santíssimo Sacramento e da Santíssima Virgem Maria. Recomendo-Vos também todos os pobres pecadores. Enfim, meu amado Salvador, uno todos os meus afetos aos afetos do vosso Coração amantíssimo e, assim unidos, eu os ofereço a vosso Eterno Pai, pedindo-Lhe, em Vosso nome e por vosso amor, que Se digne de os aceitar e atender. Assim seja.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                     .

A Jesus Sacramentado

  São Pedro Julião Eymard, o Apóstolo da Santíssima Eucaristia, deixou-nos inúmeros escritos em que se percebe o transbordamento de sua alma no amor ao Santíssimo Sacramento.   Uma das belíssimas orações compostas pelo santo francês é a que se transcreve a seguir, apropriada para a Adoração Eucarística que pode ser feita frente ao Santíssimo Sacramento exposto ou encerrado no sacrário, ou até mesmo na intimidade do lar, em situações nas quais se não há facilidade de comparecer à igreja.    

 

OstensórioSenhor meu Jesus Cristo, que, por amor aos homens, ficais dia e noite neste Sacramento, todo cheio de misericórdia e amor, esperando, chamando e acolhendo todos os que vêm visitar-Vos, eu creio que estais presente no Sacramento do altar. Adoro-Vos do abismo do meu nada e agradeço-Vos todas as graças que me tendes feito, especialmente a de Vos terdes dado a mim neste Sacramento, a de me haverdes concedido por advogada Maria, vossa Mãe Santíssima, e finalmente, a de me haverdes chamado a visitar-Vos nesta igreja.

 

Saúdo hoje o vosso Coração amantíssimo e quero saudá-lo por três fins: primeiro, em agradecimento pelo grande dom de Vós mesmo; segundo, em reparação das injúrias que tendes recebido, neste Sacramento, de todos os vossos inimigos; terceiro, com a intenção de Vos adorar, por esta visita, em todos os lugares da Terra onde Vós, neste divino Sacramento, estais menos reverenciado e mais abandonado.

 

Meu Jesus, amo-Vos de todo o meu coração. Arrependendo- me de, no passado, ter ofendido tantas vezes a vossa bondade infinita. Proponho, com a vossa graça, não mais Vos ofender no futuro. E nesta hora, embora miserável como sou, eu me consagro todo a Vós e Vos dou e entrego a minha vontade, os meus afetos, os meus desejos e tudo o que me pertence. Daqui em diante fazei de mim, e de tudo o que é meu, o que Vos aprouver. Somente Vos peço e quero o vosso santo amor, a perseverança final e o perfeito cumprimento da vossa vontade.

 

Recomendo-Vos as almas do Purgatório, especialmente as mais devotas do Santíssimo Sacramento e da Santíssima Virgem Maria. Recomendo-Vos também todos os pobres pecadores. Enfim, meu amado Salvador, uno todos os meus afetos aos afetos do vosso Coração amantíssimo e, assim unidos, eu os ofereço a vosso Eterno Pai, pedindo-Lhe, em Vosso nome e por vosso amor, que Se digne de os aceitar e atender. Assim seja.

 

  Leia palavras de estímulo à Santa Comunhão, de São Pedro Julião Eymard, clicando aqui.                                                            .

Alma de Cristo…

A seguinte oração, tão do agrado de Santo Inácio de Loyola, é especialmente apropriada para ser rezada em ação de graças, em seguida à Santa Comunhão:  

Crucifixo - Victor TonioloAlma de Cristo, santificai-me.

Corpo de Cristo, salvai-me.

Sangue de Cristo, inebriai-me.

Água do lado de Cristo, lavai-me.

Paixão de Cristo, confortai-me.

Ó bom Jesus, ouvi-me.

Dentro de Vossas chagas, escondei-me.

Não permitais que eu me separe de Vós.

Do espírito maligno, defendei-me.

Na hora de minha morte, chamai-me.

E mandai-me ir para Vós, para que com vossos santos Vos louve  por todos os séculos dos séculos. Amém.

  Leia sobre a Sagrada Comunhão clicando aqui.                                                                                                                                                    .

Novena ao Sagrado Coração de Jesus

  “Eis o Coração que tanto amou o mundo”: com essas palavras o Divino Mestre manifestou o imenso amor que tem para com a humanidade. Basta pedir, pedir com confiança, e até mesmo insistentemente, pois Ele atenderá.  

SCJ word1. Ó meu Jesus, que dissestes: "Em verdade vos digo: pedi e recebereis, procurarei e achareis, batei e ser-vos-á aberto", eis que eu bato, procuro e peço a graça...    [enunciar o pedido]

Pai-Nosso..., Ave-Maria..., Glória...

Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em Vós!

 

2. Ó meu Jesus, que dissestes: "Em verdade vos digo: qualquer coisa que peçais a meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá", eis que a vosso Pai, no vosso nome, eu peço a graça...     [enunciar o pedido]

Pai-Nosso..., Ave-Maria..., Glória...

Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em Vós!

 

3. Ó meu Jesus que dissestes: "Em verdade vos digo: passarão o Céu e a Terra, mas minhas palavras, jamais", eis que, apoiado na infalibilidade de vossas santas palavras, eu peço a graça...     [enunciar o pedido]

Pai-Nosso..., Ave-Maria..., Glória...

Sagrado Coração de Jesus, confio e espero em Vós!

 

Ó Sagrado Coração de Jesus, a Quem uma única coisa é impossível, isto é, a de não ter compaixão dos infelizes, tende piedade de nós, míseros pecadores, e concedei-nos as graças que Vos pedimos por intermédio do Coração Imaculado da vossa e nossa terna Mãe.

São José, amigo do Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós.

    Leia mais sobre a revelação do Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque (e as doze promessas feitas por Ele) clicando aqui.                                                                        .